A vida sagrada!!

matsya
Hare Krishna!!!
Minhas reverências a todos os devotos puros do Senhor Krishna!
Todas as glórias à Srila Prabhupada, o grande defensor das vaquinhas!
 
Se Prabhupada soubesse como funciona a indústria leiteira aqui no Brasil, o que ele acharia disso tudo? Tenho a absoluta certeza de que ele seria o maior crítico da matança das vacas realizada pela indústria leiteira. Logo ele, que sempre enfatizou a importância de se proteger as vacas, como reagiria se soubesse que nem todos se lembram do quão é importante proteger a vida dos bezerros, tratar com amor as vacas, para sim, receber um leite no modo da bondade? 
 
Tenho certeza de que Prabhupada nunca ofereceu ghee karma-full para Krishna. Tenho certeza de que seu coração puro de amor e compaixão nunca permitiria que ele oferecesse um produto da matança de vacas para Sri Krishna. Maha Vishnu já esbravejou contra o sacrifício de animais, e Srila Prabhupada já enfatizou a importância de sempre se proteger as vacas. Vemos nosso querido Maharaj Purushatraya orientar o Projeto de Proteção aos Bovinos em Goura Vrindávana. E nós, o que estamos fazendo no sentido de não mais colaborar com a matança das vacas? 
 
A MATANÇA DE VACAS JÁ VEM EMBUTIDA NO LEITE DE CAIXINHA
 
1) ERA DO FERRO EM BRASA: As vacas são emprenhadas pelas mãos do homem bruto, são marcadas com ferro em brasa para que as iniciais dos comedores de carne fiquem expostas nas suas coxas. O ferro em brasa também serve para marcar no rostinho dos bovinos quais as vacinas já tomadas. Amigos, falo isso por conhecer de perto e já ter conversado com os criadores de animais. Tenho um bom registro fotográfico de tudo o que já vi.
 
2) VACAS MALTRATADAS: Sim, as vacas são escravas dos comedores de carne. São emprenhadas pelas mãos do homem bruto, evento que se repete por 4 anos seguidos. As mães vacas não podem dormir com seus bebês, para que o leite possa ser retirado logo no início da manhã. As vacas sofrem muito quando são obrigadas a se separar de seus filhotes com poucos dias de vida após o nascimento. O destino dos filhotes será a indústria de carne de bebê, ou vitela. Seus estômagos terão grande utilidade para a indústria de queijos com coalho. Colágeno e glicerina também serão valiosos na indústria de cosméticos.
 
3) PRODUÇÃO DE LEITE: A alta produção de leite é sustentada pelos hormônios de crescimento injetados nas vaquinhas leiteiras. Por estarem com suas tetas constantemente inchadas pelo excesso de leite, e por serem espremidas pelas mãos sujas do homem bruto, as mães vacas frequentemente sofrem de mastite, e por isso recebem altas doses de antibióticos e antinflamatórios, o que não impede que o leite roubado seja enriquecido de pus das mastites.
 
4) POLUIÇÃO DA MÃE NATUREZA: Os dejetos da indústria leiteira são despejados nos rios, interferindo na qualidade das águas. O nível de oxigênio diminui, o que provoca matança de peixes e outros seres aquáticos. Amônia, nitrito e nitrato são algumas das substâncias tóxicas que provocam doenças em homens e animais.
 
5) MATANÇA DAS MÃES VACAS: Por volta do quinto ano de idade, as vaquinhas leiteiras deixam de ser tão produtivas como antes, e por isso mantê-las vivas deixa de ter valor comercial. É chegada a hora em que as mães vacas são enviadas para o abate, e transformadas em carne, glicerina para sabão, pasta de dente e shampoo, gelatina, colágeno e couro.
 
Sim, os comedores de vacas aproveitam tudinho, até o final. Conscientes de tal fato, temos duas opções: aceitar a matança e o sofrimento embutidos nos produtos lácteos, ou optar pelos leites vegetais (inhame cru, aveia, arroz, soja).
 
Muitos já consideram que o amor e a devoção à Sri Krishna são mais importantes do que as oferendas lácteas industrializadas que envolvem o sacrifício de animais. Já é hora de parar com a matança de animais. Que todas as vacas sejam protegidas e que todas as formas de vida sejam respeitadas.
 
Hare Krishna!
 
Thaís
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: